Visualizações: 104
0 0
Tempo:2 minuto, 18 segundos

A edição de maio da revista fomenta o trabalho de 19 pessoas com deficiência que fazem a diferença em ramos como moda, esporte, artes e ativismo

A Vogue britânica acaba de divulgar a edição de maio da revista e trouxe uma série de capas apresentando diversos talentos de pessoas com deficiência que fazem a diferença em ramos como moda, esporte, artes e ativismo.

Nomes como Selma Blair, que luta em um tratamento contra a esclerose múltipla; Ellie G, modelo com síndrome de down, Justina Miles, intérprete de língua de sinais; Aaron Philip, modelo com deficiência; e Sináed Burke, escritora e ativista, foram alguns dos escolhidos para representar a inclusão e diversidade nas capas. Mas, ao todo, foram escolhidas 19 personalidades, que contam suas importantes histórias em seus respectivos ramos.

Justina Miles
Para ela, a reação ao seu desempenho viral na apresentação de Rihanna durante o Super Bowl não foi apenas uma expressão de alegria, foi um sinal de mudança positiva. “Minha esperança para o Super Bowl era estourar forte o suficiente para que eles pensassem: ‘ok, os surdos são como nós’.”

Selma Blair
Quando se tratou de sua sessão de fotos para a capa de maio, não havia dúvida se Blair seria ou não fotografada com sua bengala. “Tenho um apego emocional e físico à bengala”, explica. “Eu me acomodo em minha voz e corpo assim que os seguro. É uma extensão de mim. E eu sei que aumenta a visibilidade. Muitas pessoas mais jovens começaram a abraçar publicamente seus bastões. Eu acho que representatividade importa. Se eu puder ajudar a remover o estigma ou o excesso de curiosidade em uma multidão para outra pessoa, isso é ótimo.”

Aaron Philip
Seja liderando desfiles ou defendendo os direitos das pessoas com deficiência, a missão de Aaron para nivelar o campo de atuação da moda apenas começou. “Quero estar em outdoors em Paris, Londres, Milão e Tóquio. Quero fazer todo o circuito de quatro cidades, por mais difícil que seja. Eu quero ter minha própria agência onde estou promovendo e dando aos talentos um espaço amoroso e um lar para que eles sejam quem eles querem ser. Eu quero que eles sejam vistos. Eu quero ser vista. Eu quero minhas flores.”

Ellie G
Tornar-se uma modelo da Gucci Beauty foi apenas o começo para Ellie G, que também estrela a capa de maio da Vogue britânica e segue em ascensão. “Minha deficiência me ensinou a ser ‘eu’ – e não ter medo de fazer as coisas mais alto no mundo.”

Sináed Burke
Em um importante ensaio na nova edição – na qual Sináed também participou como editora consultora – Burke ressaltoua por que nada está mais na moda do que a inclusão. “O que criamos no set parecia tão importante. Mas sabíamos que era um começo, não no destino final.”.

Sobre o autor da postagem

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe um comentário