Segundo Josué Eraldo da Silva, gerente da Jacitara Holding, situada na cidade de Indaiatuba, é importante que um engenheiro civil esteja ciente de todos os processos que podem envolver um tipo específico de material, devendo ser levado em consideração os prós e contras como um balanceamento realizado por necessidade.

A alvenaria que é estrutural, por exemplo, se trata de um método construtivo da engenharia civil em que as paredes da edificação fazem a função estrutural e de vedação. Isso significa que as próprias paredes suportam os pesos da construção toda, incluindo lajes e telhados, que distribuem para as fundações. Dessa forma, de acordo com Josué Eraldo da Silva, a utilização de vigas e pilares são essenciais para o andamento da obra.

É também conhecida pela utilização de blocos pré-moldados de concreto ou cerâmicos autoportantes, o que descartam  o auxílio de outras estruturas, onde os blocos são os responsáveis por inúmeras tarefas.

Entre tantos benefícios, há a capacidade de transmitir os esforços do edifício para a fundação. Há a possibilidade de separação de ambientes, e a garantia de conforto, sendo essencial aos usuários do local através de isolação acústica e térmica.

Além do mais, existe ainda a oferta sobre proteger das chuvas e ventos. Diferente da convencional, esse tipo de alvenaria oferece um maior rendimento, já que o profissional da obra poderá executar uma maior área por dia.

Também diferente da alvenaria convencional, a estrutural requer um menor desperdício em sua atuação. De um forma positiva, esse método construtivo racionaliza o número de materiais necessários e permite um canteiro de obras mais limpo e organizado.

Conquanto, para Josué Eraldo da Silva, a alvenaria estrutural ainda tem seu lado mais prático, onde há a necessidade da camada de chapisco interno, como na alvenaria de vedação, onde a aplicação de gesso nas paredes e pintura pode ser realizada sem um intervalo de tempo esperado.

Se você está procurando por economia, essa seria uma ótima escolha também. Trata-se de uma alternativa muito mais benéfica, já que não é importante a massa corrida, e os materiais empregados para o gesso são mais baratos que o reboco.

Por fim, por ser bastante utilizada e ser mais acessível no mercado, essa pode ser uma das alternativas mais fáceis na hora de decidir pelo o que optar em um determinado projeto. Dessa forma, levando em consideração todos os seus processos, o profissional estará mais apto a compreender o procedimento desse material.