Marcelo Tas
Marcelo Tas falou sobre polêmica envolvendo Marcelo Adnet (Imagem: Reprodução / Youtube)

Marcelo Tas comentou sobre a polêmica em torno de uma pergunta para Marcelo Adnet no Roda Viva, da TV Cultura, nesta semana. Para o UOL, o apresentador declarou que o humorista não deveria nunca “se declarar de esquerda ou direita”.

No entanto, o ex-CQC garantiu que a posição política pode aparecer em suas obras. “Apontei o fato incontestável de que em alguns países comandados e admirados pela esquerda, como Cuba, não existem humoristas em atividade”, disparou ele.

“Isso não tem nada a ver com o bom humor e calor humano do povo cubano, evidentemente. Mas com o fato de que na ilha impera um regime que não admite a crítica, nem de humoristas nem de partidos ou até mesmo jornais de oposição à ditadura de Fidel”, acrescentou o famoso.

Marcelo Tas ainda destacou: “[Cuba é] o exemplo de um lugar reconhecidamente admirado pela esquerda brasileira se deve ao fato de Adnet ter se declarado de esquerda”.

“Não há em Cuba um Marcelo Adnet. Portanto, mesmo com a brutalidade bolsonarista vigente no Brasil, somos privilegiados em poder nos abastecer do talento dele“, desabafou o comandante do Provoca.

Para completar, Tas disse que essa é apenas a sua opinião. “Todos têm direito de contestar minha opinião, evidentemente. Temos que aprender a ir além da lacração e do cancelamento, sintomas clínicos da fragilidade do debate no Brasil”, concluiu.

O post Após polêmica, Marcelo Tas afirma que humorista não deve declarar lado político apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.