Alexandre Frota
Alexandre Frota lamenta a situação do Rio de Janeiro (Imagem: Reprodução / Instagram)

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) lamentou a atual situação da capital do Rio de Janeiro, segundo ele uma “terra sem lei”, e lançou críticas contra o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) e seus funcionários após o escândalo chamado de Guardiões do Crivella.

“Só tem vagabundo nesse governo do Crivella. Cambada de vagabundo inoperantes covardes. Vagabundos”, detonou o famoso no Twitter. “São pagos com dinheiro público, mas trabalham como milicianos. Deveriam ser exonerados, os nomes os vídeos as provas estão todas lá”, afirmou.

Para Alexandre Frota, o sobrinho do bispo Edir Macedo, dono da Record, foi “um erro para o Rio de Janeiro dominado pelo descaso”, e acrescentou: “Alguém aqui acredita que o MP-RJ vai mesmo investigar e chegar a algum lugar? Vocês acham que alguém será punido?”.

“Não me arrependo nem um pouco de ter trocado o Rio por SP em 1991. Terra sem lei, capital das armações, dos jeitinhos da malandragem, do ‘você não sabe quem sou eu’. Bode”, disparou na rede social.

Na reportagem produzida pelos repórteres Chinima Campos, André Maciel, Diego Alaniz, Sabrina Oliveira e Paulo Renato Soares para o RJ2, em grupos de WhatsApp, uma equipe de funcionários públicos da prefeitura do Rio de Janeiro é distribuída por unidades de saúde municipais para fazer uma espécie de plantão pró-Crivella e anti-imprensa.

Dividido em duplas, as equipes tentam atrapalhar reportagens com denúncias sobre a situação da saúde pública e intimidar cidadãos para que não falem mal da prefeitura comandada por Crivella. O caso foi revelado no telejornal da Globo RJ e no Jornal Nacional da última segunda-feira (31).

Confira:

O post Após Guardiões de Crivella, Alexandre Frota diz que Rio é terra sem lei apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.