Mayara Magri
Mayara Magri como a Tomássia de A Escrava Isaura; atriz revelou bastidor da novela da Record (Imagem: Reprodução / Record)

Mayara Magri relembrou, em entrevista à coluna de Flávio Ricco, um bastidor curioso sobre A Escrava Isaura. A quarta reprise da novela chega ao fim nesta terça-feira (18).

A intérprete de Tomásia que foi casada com Herval Rossano, diretor da trama, contou que outros clássicos que o marido já havia dirigido foram apresentados à emissora. “Quando ele foi chamado para uma reunião na Record, não sabia para qual novela. Aí acabou levando alguns projetos que havia dirigido, como Helena e Senhora [ambas de 1975], e Isaura (1976), que poderiam ser refeitos”, recordou.

Exibida originalmente em 2004, Isaura marcou o início de uma nova fase para a dramaturgia da Record. “Foi uma loucura! Contratado para dirigir Isaura, ele precisou criar todo um núcleo porque a Record ainda não tinha nada. Mas sabia o que estava fazendo. Era um talento muito grande”, explicou.

“Tenho muito orgulho de assistir à novela e ver tudo o que ele fez, o que a gente fez, esse elenco maravilhoso”, elogiou. Sobre o sucesso de audiência que o folhetim está alcançando nesta reapresentação, a atriz confessou que não esperava a repercussão ainda mais nos dias atuais. “As pessoas [hoje] se pronunciam muito mais”, avaliou.

Dentre as surpresas está o final inédito sobre o responsável pela morte de Leôncio (Leopoldo Pacheco), saída que Mayara aprovou pelo fato de gravar finais diferentes para atender o mercado internacional ou mesmo as reprises. “Foi genial isso! Cada reprise vem um assassino diferente”, disse ela.

O post Mayara Magri revela bastidores de A Escrava Isaura e faz revelação apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.