Já imaginou como deve ser fazer as nail arts de famosas como Bruna Marquezine, Anitta, Larissa Manoela, Marcela McGowan e outras? Descobrimos todos os detalhes depois de um bate-papo com a nail artist queridinha das celebridades em São Paulo, a Roberta Munis, criadora do salão Senhoritas.Ars, e responsável pelas unhas divertidas e criativas usadas em clipes, editoriais de revistas e no dia a dia das celebs.

A artista, que já trabalha como manicura há nove anos, começou sua carreira fazendo unhas tradicionais. Porém, quando conheceu as possibilidades dentro das nail arts, decidiu se dedicar ao visual elaborado. “Tudo que você não sabe fazer é um pouco difícil, acredito que isso também é uma forma de arte e de expressão. Sempre foi muito natural para mim, não existe regra ou estética certa”, garantiu a expert. “Minhas inspirações vão muito além desse universo, elas vem de locais distintos como a música, o cinema e coisas que aconteceram na moda ao longo dos anos. Minha pesquisa é basicamente feita na internet e a partir do meu dia a dia, do que eu faço e lugares que eu frequento”. 

Continua após a publicidade

De acordo com artista, para estar dentro das tendências é preciso ficar antenada ao que acontece no mundo da moda e das celebridades. “Desde o ano passado, estamos com uma onda de tie-dye, francesinha com várias cores, estampas diferentes, degradês nas mesmas paletas, desenhos de smile, letras, textura de esponja e por aí vai“. E não são apenas os esmaltes que podem deixar a nail art mais criativa. “Tudo o que eu vejo, eu penso como poderia aplicar na unha. Meu olho é muito voltado para isso. Uso vários acessórios diferentes, não só específicos para isso, mas também amo adesivos, fitas, carimbos, decalques com glitter, etc”.

O processo criativo da artista, seja para clientes anônimas ou famosas, funciona com base na troca entre ambas: “Para um clipe, por exemplo, sempre tem ideias divertidas e diferentes. De forma geral, a gente sempre faz uma troca antes, é preciso ter uma investigação com a pessoa, ver algumas referências e, a partir disso, eu vou criando algo que esteja de acordo com o estilo dela e da ocasião. É um trabalho de pesquisa.”

Os preços das nail arts variam bastante de acordo com o que o cliente vai querer fazer. Uma esmaltação básica em gel com um dos funcionários do salão, por exemplo, custa R$ 50. Já com nail art, o valor sobe para R$ 150. Se você curte as unhas cumpridas, é possível aplicar extensões de acrílico ou gel por R$ 250 com a equipe ou R$ 350 com a própria Roberta. Se preferir ficar em casa, você pode contratar os serviços à domicílio da nail artist por R$ 600, incluindo nesse preço qualquer tipo de produção. 

Atualmente, existem várias opções diferentes de alongamentos, como a fibra de vidro, acrílico, fibra de gel, porcelana, entre outros. “O processo de aplicação dura em média duas horas e meia, contanto com a parte de remoção de cutícula e da produção da arte escolhida pelo cliente”, explica Roberta.

Continua após a publicidade

O benefício de usar o gel, seja ele apenas para a esmaltação ou no alongamento em acrílico, é a permanência do esmalte por até três semanas. Porém, para garantir a durabilidade, é preciso ter alguns cuidados. “Fazer a manutenção a cada 20 dias mais ou menos é essencial. Além de manter as unhas bonitas, o retoque também evita o descolamento e cuida da saúde da unha. Do contrário, a cliente pode ter problemas como infiltração, por exemplo“, explicou. Além disso, é importante lembrar de que as extensões não devem ser usadas como “instrumentos” para fazer algumas atividades, como abrir latas, por exemplo, pois podem acabar prejudicando a unha natural.

Roberta já explorou diversos estilos de nail arts, principalmente nos seus trabalhos com artistas, e contou qual visual foi o mais inusitado que já produziu até hoje. “Eu faço muitos trabalhos para editoriais de moda, que normalmente são mais diferentes. Fiz uma experiência de uma unha que era em forma de protesto, e demorei cerca de cinco horas para conseguir finalizá-la”, falou. 

Continua após a publicidade

Quer começar a se aventurar no mundo das nail arts? Então olha só a dica da profissional: “O melhor conselho é se jogar! Não tem certo e errado. O que vale é a experiência e a experimentação. Acho que esse processo também é sobre autoconhecimento, descoberta e a oportunidade de você criar algo – a unha possibilita isso. A arte sempre foi um instrumento de cura e através disso as pessoas podem se conectar com suas questões mais profundas.”

Você curte nail art ou prefere as produções tradicionais?