Donald Trump não perde a oportunidade de cutucar Joe Biden, do Partido Democrata. Em entrevista à “Fox News”, na noite do último domingo, 23, o presidente dos Estados Unidos, que busca a reeleição, disse que cogitaria a separação das economias americana e chinesa dependendo das atitudes do país asiático. Em seguida, o mandatário disparou contra o seu rival: ‘Se ele [Biden] for eleito, a China vai ser dona do nosso país”, comentou o republicano..

Trump disse que foi duro com a China e que seu adversário nas eleições presidenciais, Joe Biden, não será. “Quando coloquei tarifas na China, muitas empresas voltaram para cá”, afirmou o atual presidente. Em outro trecho da entrevista, ele disse: “Eu tirei bilhões e bilhões, dezenas de bilhões, em impostos, da China, e dei aos nossos produtores rurais, porque a China tentou prejudicá-los.”

Com as eleições marcadas para o dia 3 de novembro, Trump e Biden estão se atacando corriqueiramente. Recentemente, o atual presidente estadunidense declarou que o democrata só venceria a corrida à Casa Branca em caso de manipulação nos votos. Biden e sua vice, Kamala Harris, também não estão deixando barato, avisando que o republicano ameaça a democracia norte-americana.

*Com informações do Estadão Conteúdo