Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, prometeu que irá ajudar as companhias aéreas que foram afetadas pela pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. Em entrevista a repórteres norte-americanos, na tarde desta terça-feira, 1º, no entanto, mandatário estadunidense não especificou detalhes das medidas que pretende implementar. “Aviação é um setor difícil”, afirmou, antes de embarcar em voo para Kenosha, no estado do Wisconsin, onde ocorre uma onda de protestos contra o racismo.

O republicano também comentou os planos da chinesa ByteDance para vender o TikTok a uma empresa americana. Segundo ele, a companhia tem até 15 de setembro para confirmar a transação, ou a plataforma será proibida no país. “Os EUA terão que ser compensados”, disse Trump, que tem repetido que o popular aplicativo pode servir de veículo de espionagem do governo chinês.

O presidente norte-americano revelou ainda que representantes do setor farmacêutico irão à Casa Branca para se reunir com representantes do governo esta semana. A pauta do encontro será preços de remédios.

*Com informações do Estadão Conteúdo